home / notícias / Seguro “de ponta a ponta” deverá favorecer a conclusão de obras

Seguro “de ponta a ponta” deverá favorecer a conclusão de obras

Valor Econômico - 12 de Abril de 2019

Caderno especial do Valor Econômico sobre infraestrutura conta que seguradoras e resseguradoras correm para garantir que os projetos de infraestrutura previstos pelo governo sejam concluídos, mesmo se acidentes ou imprevistos acontecerem durante o prazo de execução. As iniciativas vão desde aspectos regulatórios até investimento na qualificação de profissionais para a gestão dos projetos.

Devido ao menor volume de financiamento concedido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), muitos projetos de infraestrutura no Brasil passaram a acessar crédito de bancos no exterior, como o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), por exemplo.

“No Brasil, é comum as apólices cobrirem riscos de partes isoladas dos contratos. É o contrário da lógica internacional, pela qual os bancos olham para o risco do projeto como um todo, desde a sua licitação até o desenvolvimento”, afirma Camila Calais, sócia do escritório de advocacia Mattos Filho.

As inovações, além das demais propostas previstas na nova Lei de Licitações, são consideradas pelo especialista André Dabus, diretor de infraestrutura da corretora Marsh, como antídotos contra a inadimplência e paralisação das obras, contribuindo para entrega da infraestrutura urbana e social de qualidade.