Seguradoras montam esquema especial para atender sinistros no Rio


Apólice - 07/02/2019

As chuvas que castigaram a cidade do Rio de Janeiro na noite de ontem (6) provocaram cinco mortes e alagaram vários pontos da cidade. Há ainda uma pessoa desaparecida.

A situação foi agravada pelos ventos fortes e pelo grande volume de água. Choveu em quatro horas o volume que costume cair no mês de fevereiro inteiro. A prefeitura do Rio de Janeiro decretou estágio de “crise” e recomendou que as pessoas não saíssem de casa.

Algumas seguradoras já se movimentaram para realizar o atendimento emergencial ao seus segurados. A SulAmérica reforçou a Central responsável pelo atendimento de assistência 24H, com acréscimo de atendimento de outras áreas para dar suporte aos clientes. Além disso, a seguradoras já deslocou prestadores de serviços de outras regiões para reforço do contingente de guinchos e socorros mecânicos na cidade. Por fim, ela faz o acompanhamento dos sinistros de alagamento desde a solicitação do guincho até a regulação, para dar mais agilidade e informações rápidas aos clientes.

A Bradesco Seguros informou em nota que já acionou o seu “Atendimento de Sinistros em Situações Climatológicas Severas – Operação Calamidade”.

As perdas não devem limitar-se aos seguros massificados. Há registros de alagamento em hotéis de luxo e shopping. A ciclovia Tim Maia também foi afetada, com a queda de parte dela no mar.