Incêndios e tufões elevam conta de sinistros da Swiss Re para US$1,3 bi no 4º tri

Em toda a indústria, a companhia estima as perdas seguradas de US$ 81 bilhões em 2018, abaixo do recorde de 144 bilhões de 2017
DCI - 16/01/2019

O DCI registra que a resseguradora Swiss Re espera um impacto de 1,3 bilhão de dólares relacionado a reparações de danos de desastres naturais e catástrofes causadas por pessoas no quarto trimestre, período marcado por incêndios na Califórnia, tufões na Ásia e destruição de um satélite.

A companhia suíça informou que espera em seu resultado de todo o ano de 2018 um total de 2,9 bilhões de dólares em pedidos de reparação de dados.

Em toda a indústria, a companhia estima as perdas seguradas de 81 bilhões de dólares em 2018, abaixo do recorde de 144 bilhões de dólares de 2017. A estimativa de 2018, se confirmada, marcará o quarto maior valor já registrado pelo setor, afirmou a Swiss Re.

Os incêndios na Califórnia, que mataram 85 pessoas e destruíram 20 mil construções, vão gerar para a Swiss Re uma conta de reparação de prejuízos de cerca de 375 milhões de dólares. Já os tufões Jebi e Trami na Ásia elevam o total de gastos em 320 milhões de dólares.