O veículo do futuro vai ‘falar’ com os pedestres


Valor Econômico - 09/01/2019

Imagine a cena: você está dirigindo e, de repente, sem que você perceba, uma pessoa começa a atravessar a rua, coloca o Valor Econômico. Você não a viu, mas o carro parou porque foi alertado pelo smartphone do pedestre. A necessidade de conectar os veículos com outros equipamentos torna cada vez mais inevitável a aproximação da indústria automobilística à de tecnologia.

Ontem, na véspera da abertura da Consumer Eletronics Show (CES), a maior feira de tecnologia do mundo, Ford, Audi, Ducati e Qualcomm anunciaram parceria para o desenvolvimento do chamado C-V2X, uma tecnologia de comunicação voltada à segurança, trânsito e direção autônoma. Durante a feira, as companhias farão uma demonstração da tecnologia aplicada a seus veículos.

Marcy Klevorn, responsável pela área de mobilidade da Ford, destacou a importância da união de empresas para tornar viável a necessidade de os veículos, no futuro, comunicarem-se não apenas entre si, mas também com os pedestres e com a infraestrutura das cidades. Em um artigo publicado no site da companhia, o diretor da área de veículos conectados da Ford, Don Butler, escreveu que “ao falar e ouvir, os veículos podem fazer as ruas mais seguras”.