SulAmérica paga R$ 146 mi pela Prodent

E mais: Qualicorp faz acordo com XP para manter benefício a dono. O peso da inadimplência na saúde.Novo aporte no Nubank
Grande imprensa - 09/10/2018

Destaques

O Estado de S. Paulo informa que a seguradora SulAmérica anunciou ontem a compra de 100% da empresa Prodent, de assistência odontológica. A transação foi concluída por R$ 145,7 milhões. Com a aquisição, a Sul América salta para cerca de 1,5 milhão de usuários de saúde odontológica.

A coluna Mercado S/A, do Correio Braziliense, relata que despesas não pagas relacionadas aos cuidados com a saúde colocaram 25,3% dos brasileiros na lista de negativados em 2017, de acordo com pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC). Para mais de 50% dessas pessoas, a perda do emprego e a diminuição da renda estiveram entre os motivos da inadimplência com as contas na área da saúde, que está entre as principais despesas das famílias brasileiras.

A Folha de S.Paulo anota que a indicação de profissionais técnicos para a direção da Anvisa e da ANS é uma das demandas do setor de medicina diagnóstica aos presidenciáveis. “Para que a revisão dos regulamentos siga critérios técnicos, precisamos de profissionais competentes nesses órgãos”, afirma Claudia Cohn, presidente do conselho da Abramed.

O Valor Econômico registra que a empresa de tecnologia chinesa Tencent fez um investimento de aproximadamente US$ 200 milhões na fintech brasileira Nubank. Segundo o site 'The Information', o investimento fará do Nubank a startup brasileira mais valiosa da América Latina. As cifras envolvidas apontam para um valor de mercado do Nubank de US$ 4 bilhões.

Resumo das notícias

SulAmérica paga R$ 146 mi pela Prodent

O Estado de S. Paulo informa que a seguradora SulAmérica anunciou ontem a compra de 100% da empresa Prodent, de assistência odontológica. A transação foi concluída por R$ 145,7 milhões.

Com a aquisição, a Sul América salta para cerca de 1,5 milhão de usuários de saúde odontológica. A Prodent, fundada em 1989, é a oitava operadora do setor, segundo informou a Sul América ao mercado. Em 2017, a Prodent registrou receita operacional de R$ 100 milhões.

A transação ainda depende de aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e Agência Nacional de Saúde (ANS).

Maior seguradora independente do País, a SulAmérica encerrou o segundo trimestre com lucro de R$ 135 milhões e receita operacional de R$ 5,01 bilhões. A Prodent foi assessorada pelo BTG e a SulAmérica pela Olimpia Partners.

Abramed quer técnicos nas agências

A Folha de S.Paulo anota que a indicação de profissionais técnicos para a direção da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e da ANS (Agência Nacional de Saúde) é uma das demandas do setor de medicina diagnóstica aos presidenciáveis.

“Para que a revisão dos regulamentos siga critérios técnicos, precisamos de profissionais competentes nesses órgãos”, afirma Claudia Cohn, presidente do conselho da Abramed (do setor).

Uma das resoluções que o segmento planeja discutir é a 25/2001 da Anvisa, que determina a readequação de equipamentos para transferências entre instituições.

A exigência poderia ser flexibilizada quando há cessão dentro do mesmo grupo empresarial, diz Claudia. “Nosso receio é que as companhias deixem de renovar e o parque seja sucateado.”

Demandas das empresas de medicina diagnóstica aos candidatos

Aprovar projeto de lei que regula a prestação de serviços de medicina diagnóstica por pessoas jurídicas;

Eliminar sobreposições nas fiscalizações das vigilâncias sanitárias municipais, estaduais e federais

R$ 35,4 bilhões foi o faturamento do setor

241.931 foram empregos diretos

2 bilhões total de exames realizados

29 milhões total de pacientes atendidos

Qualicorp faz acordo com XP para manter benefício a dono

O Valor Econômico destaca que o fundador da Qualicorp, José Seripieri Filho, fechou acordo com a XP Gestão de Recursos, dona de 9% do capital da administradora de planos de saúde, e se comprometeu a usar os R$ 150 milhões que recebeu da empresa para comprar ações da própria companhia. A operação era contestada pela acionista minoritária.

Com o acordo, a XP também passará a ocupar uma vaga no conselho de administração da empresa, que será ocupada por Rogério Calderón Peres - no lugar de Claudio Bahbout, que renunciou à posição. Além disso, será criado um comitê de governança e, a partir de agora, qualquer operação envolvendo partes relacionadas terá que ser aprovada em assembleia de acionistas. As ações da Qualicorp subiram 5,77% ontem.

O peso da inadimplência na saúde

A coluna Mercado S/A, do Correio Braziliense, relata que despesas não pagas relacionadas aos cuidados com a saúde colocaram 25,3% dos brasileiros na lista de negativados em 2017, de acordo com pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC). Para mais de 50% dessas pessoas, a perda do emprego e a diminuição da renda estiveram entre os motivos da inadimplência com as contas na área da saúde, que está entre as principais despesas das famílias brasileiras.

Novo aporte no Nubank

O Valor Econômico registra que a empresa de tecnologia chinesa Tencent fez um investimento de aproximadamente US$ 200 milhões na fintech brasileira Nubank. Segundo o site 'The Information', o investimento fará do Nubank a startup brasileira mais valiosa da América Latina. As cifras envolvidas apontam para um valor de mercado do Nubank de US$ 4 bilhões. De acordo com a publicação, a 'influência da Tencent na administração da Nubank deve ser limitada', dada a participação de 5%. Para o site, a chinesa poderia compartilhar seus conhecimentos e tecnologia para ajudar a fintech brasileira a crescer.