Custo da violência é desperdício para o país


O Globo - 10/07/2018

Editorial do Globo comenta que a falta de segurança no país custa, ao Estado e à sociedade, mais de R$ 365 bilhões por ano, o que representa 5,5% do Produto Interno Bruto (PIB) — dinheiro que poderia ser usado em outras áreas. O valor equivale aos setores de construção (5,2%) e agropecuária (5,3%) e supera os da indústria extrativa-mineral e de utilidade pública (somadas representam 4,5%).

O número assusta, mas os pesquisadores dizem que ele pode ser ainda maior, já que no estudo foram usadas estimativas conservadoras. De acordo com o levantamento, as despesas públicas com segurança e sistema penitenciário somam R$ 101 bilhões. Já os custos privados (segurança e seguros) chegam a R$ 264 bilhões.

Outro dado que merece destaque é o fato de que, apesar de União, estados e municípios terem aumentado nos últimos anos seus gastos com segurança, esse reforço no orçamento não foi capaz de reduzir a criminalidade. Os roubos de carga no Brasil subiram 31% em dez anos (de 2007 a 2016). Se for levado em conta apenas o período 20112016, o aumento chega a 86%. Evidentemente, esses custos são repassados para o consumidor.