BC, CVM e Susep usam 'blockchain' na troca de dados de mercado


Valor Econômico - 12/06/2018

O Valor Econômico relata que a tecnologia do 'blockchain', amplamente conhecida por dar suporte às criptomoedas, tem um potencial de aplicação tido como ilimitado, pois confere segurança e velocidade na troca de informações. Esses atributos levaram o Banco Central (BC), a Superintendência de Seguros Privados (Susep) e a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) a desenvolver um projeto para deixar mais rápido o intercâmbio de informações e a tomada de decisões entre as instituições envolvendo o mercado financeiro.

Feito com recursos da Microsoft Azure, plataforma de computação em nuvem da empresa, as instituições estão operando a Plataforma de Integração de Informações das Entidades Reguladoras (Pier), que é uma rede descentralizada e colaborativa que coloca os três órgãos para conversarem entre si em tempo real. O projeto está em fase inicial de implementação desde abril, mas começou em 2017.

'Hoje, a requisição é gravada diretamente no blockchain do Pier, assim como as respostas de BC, Susep e CVM, podendo ser resolvida de forma quase instantânea. Isso acontece porque cada entidade tem um pedaço dessas informações e o conteúdo é compartilhado conforme o necessário', explica o chefe do Departamento de Tecnologia da Informação do BC, Marcelo Yared, em nota divulgada pela Microsoft.