Pastores criam previdência privada para conquistar público evangélico

O projeto atual está com a Susep , que gere previdências abertas a qualquer pessoa física ou jurídica
Folha de São Paulo - 16/06/2017

A matéria publicada pelo jornal Folha de São Paulo trás informações sobre uma novo tipo de previdência complementar para evangélicos.

'Evangélicos são fiéis aos seus comandos. Não possuem vícios que os obrigam a consumir supérfluos como cigarros, bebidas e drogas. Esforçam-se para manter seus nomes em situação confortável nos cadastrados financeiros.'

Ah, sim: e já são 30% do país, o que dá mais de 60 milhões de brasileiros. Não dá para ignorar um mercado fiel com esse. O trocadilho é por conta da casa - nesse caso, o Ibemp (Instituto Brasileiro Evangélico de Memória Pastoral), criado por Lemim Lemos, 74, para gerir o BemPrev, um fundo de pensão voltado a cristãos.

Pastor da Igreja Batista, ele anunciou seu plano a outros líderes religiosos no Rio, na segunda (12): 'Nossa intenção é virar o maior fundo de previdência privada do Brasil'. Ouve-se um 'amém!' na sala.

Vice-presidente do Ibemp, o pastor Flávio Lima, 72, diz que 'a previsão no primeiro semestre é alcançar 150 mil afiliados. A ideia é, em dois anos, termos mais de um milhão'. Hoje são 13 milhões de brasileiros com alguma previdência complementar, segundo a Federação Nacional de Previdência Privada e Vida.

O BemPrev é um sonho antigo - e já naufragou duas vezes. A primeira nos anos 1950 e a mais recente em 2013 - a postergação se deveu a 'dificuldades de natureza técnica', segundo Lemos.

O projeto atual está com a Susep (Superintendência de Seguros Privados), que gere previdências abertas a qualquer pessoa física ou jurídica.'

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/06/1892745-pastores-tentam-emplacar-previdencia-privada-para-evangelicos.shtml