SINDSEG SP e SINCOR-SP lançam campanha para conscientizar a sociedade sobre a importância do Trânsito Seguro

As ações serão realizadas em parceria com as ONGs Fábrica de Heróis e Picadeiro do asfalto
Néctar Sindseg SP - 09/05/2017


No Brasil, cerca de 50 mil pessoas morrem em acidentes de trânsito por ano, aproximadamente 140 por dia. Comparando este dado com o a taxa de homicídios, percebemos a gravidade do problema. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, o Estado de São Paulo registrou taxa de 8,1 homicídios a cada 100 mil habitantes, em 2016. Já os acidentes de trânsito são responsáveis por 13,2 óbitos por 100 mil habitantes, dados DATASUS.

Diante deste cenário, o Sindseg SP e o Sincor-SP, firmaram parceria com duas ONGs, Fábrica de Heróis e Picadeiro do Asfalto, e irão realizar diversas ações educativas em maio, mês que marca o Maio Amarelo, criado para mobilizar e conscientizar a população e, consequentemente, reduzir o número de acidentes. Neste período, super-heróis e uma trupe de palhaços vão invadir as ruas, bares e estações de Metrô para alertar a sociedade sobre a importância do trânsito seguro e, principalmente, alertar que não existem acidentes de trânsito, mas sim escolhas e consequências.

"Escolhemos beber e dirigir, falar ao celular no volante, passar em um semáforo vermelho ou ultrapassar o limite de velocidade. São estas atitudes imprudentes que tornam o Brasil um dos recordistas mundiais de acidentes de trânsito. Os motoristas, ciclistas e pedestres precisam entender que depende de todos mudar esta situação tão alarmante. Não podemos continuar neste ciclo, pois se não mudarmos nossas atitudes, até 2030, 2,4 milhões de pessoas irão morrem nas ruas e estradas, segundo a OMS", afirma Mauro Batista, presidente do Sindseg SP.

De acordo com Alexandre Camillo, presidente do Sincor-SP, os corretores de seguros são especialistas em proteção, por isso, estão completamente engajados na campanha que valoriza a segurança e a vida. 'Como profissionais de seguros, lidamos com imprevistos todos os dias e sabemos que muitos deles acontecem por imprudência. Com essa iniciativa queremos propagar a preocupação que temos com a segurança de nossas famílias, nossos amigos, bem como da sociedade brasileira', explica Camillo. No Sincor-SP, a ação está sendo coordenada pelo diretor Social, Luiz Morales, com a colaboração de diretores regionais da entidade.

Na cidade de São Paulo, a campanha contará com uma equipe de super-heróis para chamar atenção sobre a gravidade do problema. Já no interior, uma trupe de palhaços irá passar por 12 municípios. No total, serão cerca de 30 intervenções artísticas em todo o Estado de São Paulo, impactando mais de 175 mil pessoas. Quem passar pelas ações receberá uma revista com história em quadrinhos e atividades, para começar a fazer parte da cultura de paz no trânsito de forma lúdica e divertida. O material também trará os 10 mandamentos do trânsito seguro e, ainda, o papel de cada cidadão para a diminuição destes números tão alarmantes.

"Queremos conscientizar as pessoas de forma divertida e com muita alegria. Nosso objetivo é?reduzir o estresse, humanizar e promover a paz no trânsito. Para isso, vamos usar a menor máscara?do mundo, o nariz de palhaço! ", afirma Emerson Rodrigues, fundador da ONG Picadeiro do Asfalto. Já para Patrick Behar, fundador da ONG Fábrica de Heróis, que atua em hospitais infantis, a ação diminuirá o número de crianças mortas ou vítimas de sequelas permanentes no trânsito. "Hoje, acidentes são a primeira causa de mortalidade dos nossos jovens (de 15 a 29 anos de idade) e a segunda causa das nossas crianças (faixa de 5 a 14 anos). Esta é uma situação muito alarmante. Precisamos mudar isso com urgência. Acreditamos no poder do herói na conscientização", diz Behar.

O Movimento Maio Amarelo é fundamental para a redução de mais de 50.000 mortes nas rodovias e ruas. Segundo a OMS, se nada for feito, mais de 1,9 milhão de pessoas devem morrer no trânsito até 2020 (passando para a quinta maior causa de mortalidade) e 2,4 milhões, até 2030. Neste período, entre 20 e 50 milhões de pessoas sobreviverão aos acidentes de trânsito, porém com sequelas muitas vezes incapacitantes.

Além disso, Mauro Batista e Alexandre Camilo reforçam que a conscientização sobre a proteção é a grande missão das duas instituições, Sindseg SP e Sincor-SP.

Cronograma ações cidade de São Paulo:

Data

Horário

Local

12/mai

das 19 às 21h

 Semáforo - Av. Faria Lima X Juscelino

13/mai

das 11h às 13h

Parque do Povo (em frente)

15/mai

das 19 às 21h

Semáforo - Av. Paulista - Parque Trianon

17/mai

das 19 às 21h

Metrô Sacomã

19/mai

das 19 às 21h

Metrô Sé

20/mai

das 11h às 13h

Parque Vila Lobos (em frente)

24/mai

das 19 às 21h

Vila Madalena Bares - Rua Aspicuelta

26/mai

das 19 às 21h

Av. Henrique Schaumann x Rua Teodoro Sampaio

27/mai

das 11h às 13h

Metrô Tatuapé

31/mai

das 19h às 21h

Vila Olímpia - Rua Aspicuelta

Cronograma ações Interior e outras regiões:

Data

Cidade

12/mai

São Carlos

15/mai

Santo André

15/mai

São Caetano

17/mai

Santos

19/mai

Campinas

23/mai

Piracicaba

25/mai

Guarulhos

27/mai

Ribeirão Preto

30/mai

Taubaté / São José dos Campos

31/mai

Osasco

01/jun

Sorocaba

Sobre Movimento Maio Amarelo

O Movimento Maio Amarelo nasceu com a proposta de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo.

O objetivo é colocar em pauta o tema segurança viária e mobilizar toda a sociedade, envolvendo os mais diversos segmentos: órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e sociedade civil organizada para, fugindo das falácias cotidianas e costumeiras, efetivamente discutir o tema, engajar-se em ações e propagar o conhecimento, abordando toda a amplitude que a questão do trânsito exige, nas mais diferentes esferas.

A marca que simboliza o movimento, o laço na cor amarela, segue a mesma proposta de conscientização já idealizada e bem-sucedida, adotada pelos movimentos de conscientização no combate ao câncer de mama, ao de próstata e, até mesmo, às campanhas de conscientização contra o vírus HIV - a mais consolidada nacional e internacionalmente.

Sobre a Década de Ação para?a?Segurança no Trânsito

A Assembleia-Geral das Nações Unidas editou, em março de 2010, uma resolução definindo o período de 2011 a 2020 como a "Década de Ações para a Segurança no Trânsito". O documento foi elaborado com base em um estudo da OMS (Organização Mundial da Saúde) que contabilizou, em 2009, cerca de 1,3 milhão de mortes por acidente de trânsito em 178 países. Aproximadamente 50 milhões de pessoas sobreviveram com sequelas. A meta estabelecida é reduzir em até 50% os acidentes de trânsito em todo o mundo.


Mais informações:
Néctar Comunicação Corporativa / Assessoria Sindseg SP
Renata Justi - (11) 5053-5123 / renata.justi@nectarc.com.br