Economia do Seguro

Francisco Galiza

Francisco Galiza

Mestre em Economia (FGV); membro da ANSP (Academia Nacional de Seguros e Previdência); autor do livro “Economia e Seguro – Uma Introdução” (3ª edição); coordenador da Revisão do Dicionário da Funenseg, em 2011; professor do MBA-Seguro e Resseguro (FUNENSEG); sócio da empresa Rating de Seguros Consultoria (www.ratingdeseguros.com.br).

Pessimismo das resseguradoras impacta no resultado do ICSS de fevereiro

Comentários Econômicos - 06/03/2014

A partir desse mês, calculamos o ICSS (Índice de Confiança do Setor de Seguros).

Esse indicador é o resultado de três variáveis: ICES (Índice de Confiança e Expectativas das Seguradoras), ICER (Índice de Confiança e Expectativas das Resseguradoras) e ICGC (Índice de Confiança das Grandes Corretoras).

Abaixo, os resultados obtidos para fevereiro:

Indicador

Fevereiro/14

ICES

100,9

ICER

82,8

ICGC

111,5

ICSS

97,7

Em fevereiro, o valor do ICSS foi 97,7, fortemente influenciado pelo pessimismo das resseguradoras (indicador ICER), sobretudo no que se refere à evolução futura das taxas de rentabilidade dessas companhias.

Em anexo, uma análise mais detalhada dos números.

Clique para fazer download da análise.

Ver outros artigos de Comentários Econômicos