Economia do Seguro

Francisco Galiza

Francisco Galiza

Mestre em Economia (FGV); membro da ANSP (Academia Nacional de Seguros e Previdência); autor do livro “Economia e Seguro – Uma Introdução” (3ª edição); coordenador da Revisão do Dicionário da Funenseg, em 2011; professor do MBA-Seguro e Resseguro (FUNENSEG); sócio da empresa Rating de Seguros Consultoria (www.ratingdeseguros.com.br).

Custos do Seguro Saúde Empresarial, nos EUA

Comentários Econômicos - 26/09/2013

A organização sem fins lucrativos "Health Care Cost Institute (HCCI)" é especializada em analisar os custos na área de saúde nos EUA. Nos últimos anos, como os gastos nessa área se tornaram mais relevantes, é oportuno tal empreendimento.

Nesse mês de setembro, a HCCI divulgou o seu relatório econômico de 2012, onde analisa especificamente os participantes dos planos empresariais de seguro saúde, um público estimado em 40 milhões de pessoas naquele país.

Ver...

http://www.healthcostinstitute.org/files/HCCUR_2012_2.pdf

O estudo é rico, cheio de estatísticas. Por exemplo, em 2012, o gasto médio por pessoa foi de US$ 4,7 mil (4% de aumento em relação ao ano anterior), mulheres gastando mais do que homens, valores crescentes com a idade, além de realizar uma análise da evolução de cada tipo de gastos.

Abaixo, gráfico com a evolução do gasto médio das ESI ("employer-sponsored health insurance (ESI)") (ou seguro saúde patrocinado pelo empregador).

Ver outros artigos de Comentários Econômicos