Economia do Seguro

Francisco Galiza

Francisco Galiza

Mestre em Economia (FGV); membro da ANSP (Academia Nacional de Seguros e Previdência); autor do livro “Economia e Seguro – Uma Introdução” (3ª edição); coordenador da Revisão do Dicionário da Funenseg, em 2011; professor do MBA-Seguro e Resseguro (FUNENSEG); sócio da empresa Rating de Seguros Consultoria (www.ratingdeseguros.com.br).

Acidentes com Fogos de Artifício

Comentários Econômicos - 13/07/2013

Um dos pontos altos da economia norte-americana é a sua capacidade em produzir estatísticas em elevado grau de detalhe. Abaixo, uma boa referência, trabalho divulgado no mês passado pela "National Fire Protection Association (NFPA)", analisando especificamente os acidentes causados pelos fogos de artifício (título do estudo, "Fireworks").

Ver...

http://www.nfpa.org/~/media/Files/Research/NFPA%20reports/Major%20Causes/osfireworks.ashx

O texto é repleto de estatísticas, gráficos e ilustrações. Como exemplo, há 10 mil feridos/ano, com 25% das vítimas com menos de 15 anos, e os homens representando 2/3 dos acidentados. Ocorrem 18 mil incêndios/ano derivados de fogos de artifício. Nos dias atípicos (por exemplo, 4 de julho), ocorrem 40% dos acidentes, etc.

A seguir, os fogos de artifício mais perigosos.

Ver outros artigos de Comentários Econômicos