Economia do Seguro

Francisco Galiza

Francisco Galiza

Mestre em Economia (FGV); membro da ANSP (Academia Nacional de Seguros e Previdência); autor do livro “Economia e Seguro – Uma Introdução” (3ª edição); coordenador da Revisão do Dicionário da Funenseg, em 2011; professor do MBA-Seguro e Resseguro (FUNENSEG); sócio da empresa Rating de Seguros Consultoria (www.ratingdeseguros.com.br).

ICES muda de tendência e valor de março sobe para 115,7

Comentários Econômicos - 03/04/2013

O ICES (Índice de Confiança e Expectativas das Seguradoras) é um indicador mensal que mede a confiança empresarial, sendo calculado em parceria com a Revista Cobertura.

Em toda última semana de cada mês, as empresas desse segmento são entrevistadas e, a partir das respostas, as expectativas do setor para os próximos 6 meses são representadas por um número (que fica entre 0 e 200). Na determinação dessa variável, três fatores são considerados: economia brasileira, receita e rentabilidade das seguradoras.

Em março, o ICES subiu para 115,7, 1,8% acima do valor de fevereiro, recuperando parte das perdas dos meses anteriores. O principal motivo para essa reversão foi o maior otimismo das seguradoras quanto às suas taxas de rentabilidade futura. Abaixo, a evolução das respostas das empresas com relação a esse fator específico.

Aproximadamente 60 grupos seguradores participam mensalmente desse estudo.

Abaixo, link para a análise completa dos resultados.

http://www.sindsegsp.org.br/site/content/files/colunistas/ICES-marco-2013.pdf

Ver outros artigos de Comentários Econômicos