Economia do Seguro

Francisco Galiza

Francisco Galiza

Mestre em Economia (FGV); membro da ANSP (Academia Nacional de Seguros e Previdência); autor do livro “Economia e Seguro – Uma Introdução” (3ª edição); coordenador da Revisão do Dicionário da Funenseg, em 2011; professor do MBA-Seguro e Resseguro (FUNENSEG); sócio da empresa Rating de Seguros Consultoria (www.ratingdeseguros.com.br).

Rating de Seguros – Comentário Econômico n∘ 415

Comentários Econômicos - 12/08/2016

Prezados Senhores,
Um estudo bem interessante divulgado anualmente pela Febraban é a sua “Pesquisa de Tecnologia Bancária”. Até pelo sentido histórico, já que ele está na sua 24ª edição. A partir de outro enfoque, podemos avaliar como o país está se desenvolvendo nas últimas décadas.
O último texto, com os dados de 2015, segue abaixo...
https://www2.deloitte.com/content/dam/Deloitte/br/Documents/financial-services/PesquisaDeloitteFebraban.pdf
Apenas um número, como ilustração. Desde 2011, houve o aumento de mais de 100 vezes no número de transações feitas por Mobile Banking. Essa informação é um componente importante na estratégia das empresas do setor de seguros.

Ver outros artigos de Comentários Econômicos