Economia do Seguro

Francisco Galiza

Francisco Galiza

Mestre em Economia (FGV); membro da ANSP (Academia Nacional de Seguros e Previdência); autor do livro “Economia e Seguro – Uma Introdução” (3ª edição); coordenador da Revisão do Dicionário da Funenseg, em 2011; professor do MBA-Seguro e Resseguro (FUNENSEG); sócio da empresa Rating de Seguros Consultoria (www.ratingdeseguros.com.br).

Fraudes de Seguros na Europa

Comentários Econômicos - 15/02/2013

Nesse mês de fevereiro, a Insurance Europe - entidade que representa todas as seguradoras européias - divulgou estudo ("The impact of insurance fraud") avaliando as fraudes de seguros naquele continente.

Ver...

http://www.insuranceeurope.eu/uploads/Modules/Publications/fraud-booklet.pdf

Como ilustração, alguns números:

  • Em média, na Europa, 10% dos sinistros seriam fraudulentos (considerando os detectados e os não detectados).
  • No Reino Unido, ₤ 2 bilhões de sinistros fraudulentos ainda são pagos por ano, com as seguradoras conseguindo detectar ₤ 1 bilhões em fraudes no mesmo período (semanalmente, mais de 2,5 mil avisos de sinistros fraudulentos são descobertos).
  • Na Alemanha, mais da metade dos sinistros ocorridos com computadores pessoais ou com "smartphones" são considerados suspeitos.
  • Na Suécia, de 10 a 20% das fraudes derivam de sinistros que nunca ocorreram, e 80 a 90% são de valores de indenização superestimados.
  • Na Finlândia, pesquisa realizada em 2012 apontou que 27% dos segurados já enganaram a sua seguradora.

Abaixo, a bonita capa do trabalho.

Ver outros artigos de Comentários Econômicos