Economia do Seguro

Francisco Galiza

Francisco Galiza

Mestre em Economia (FGV); membro da ANSP (Academia Nacional de Seguros e Previdência); autor do livro “Economia e Seguro – Uma Introdução” (3ª edição); coordenador da Revisão do Dicionário da Funenseg, em 2011; professor do MBA-Seguro e Resseguro (FUNENSEG); sócio da empresa Rating de Seguros Consultoria (www.ratingdeseguros.com.br).

Contribuição do seguro à economia nos EUA

Comentários Econômicos - 25/01/2015

Um estudo oportuno feito anualmente pelo Insurance Information Institute sobre o mercado de seguros dos EUA tem como título "How Insurance Supports The Economy" (ou "Como o seguro apóia a economia").

Ver...

http://www.iii.org/sites/default/files/docs/pdf/A_Firm_Foundation_2014.pdf

O trabalho apresenta as diversas contribuições desse segmento. Por exemplo, para a economia como um todo (empregos, tributos, etc), como investidor institucional, para determinadas indústrias específicas, diminuindo os custos dos desastres, em programas de caridade, etc.

Abaixo, como ilustração, a evolução do trabalho nessa indústria. No total, gerando em média 2,3 milhões de empregos diretos, sendo 61% em seguradoras e resseguradoras, 28% em distribuição de produtos e os 11% restantes em outras atividades relacionadas ao setor.

Ver outros artigos de Comentários Econômicos