Economia do Seguro

Francisco Galiza

Francisco Galiza

Mestre em Economia (FGV); membro da ANSP (Academia Nacional de Seguros e Previdência); autor do livro “Economia e Seguro – Uma Introdução” (3ª edição); coordenador da Revisão do Dicionário da Funenseg, em 2011; professor do MBA-Seguro e Resseguro (FUNENSEG); sócio da empresa Rating de Seguros Consultoria (www.ratingdeseguros.com.br).

Retrato Mercado Europeu de Seguros, 2013

Comentários Econômicos - 05/09/2014

A Insurance Europe - entidade que representa as seguradoras européias - acaba de divulgar um resumo das suas operações em 2013.

Ver...

http://www.insuranceeurope.eu/uploads/Modules/Publications/european-insurance---key-facts-2014.pdf

Alguns dados interessantes:

  • O faturamento de seguros naqueles países representou, em média, 35% do mercado mundial. Ao todo, são 1,1 trilhões de euros, divididos em 60% em produtos de vida, 30% em seguros de Ramos Elementares e 10% na área de Saúde.
  • O setor de seguros é o maior investidor institucional da União Européia, com 8,5 trilhões de euros em ativos, o que representa 60% do PIB daquele continente.
  • Existem 5,1 mil seguradoras na Europa, gerando quase 1 milhão de empregos diretos.
A seguir, como ilustração, a distribuição do faturamento do seguro de vida, destacando a importância maior dos produtos individuais nesse mercado.

Ver outros artigos de Comentários Econômicos